O que é equoterapia?

” Cuidando de pessoas e não de Patologia “

Segundo o conceito da Associação Nacional de Equoterapia – ANDE-BRASIL, a Equoterapia é uma abordagem fascinante e desafiadora, que possibilita com seu dinamismo e múltiplas interfaces o desabrochar de potencialidades do indivíduo antes muitas vezes desacreditadas, contribuindo na melhora da auto-estima e no processo de auto-avaliação, fundamentalmente importante na construção das inter-relações pessoais.

É um método terapêutico e educacional, tendo como mediador o cavalo de uma forma interdisciplinar, sendo ele um agente facilitador. A sua utilização está embasada no seu movimento cadenciado e ritmado, proporcionando aos praticantes ganhos físicos e psicológicos, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com necessidades especiais e proporcionando ao ser humano a convivência, o equilíbrio e o prazer na área da saúde.

Quem Pode Montar?

Pessoas com quaisquer tipos de deficiências, desde que tenham indicação médica e que sejam submetidas à avaliação fisioterapêutica e/ou psicológica realizadas em nosso Centro e estejam aptas ao atendimento Equoterápico.

Paralisia Cerebral, Acidente Vascular Cerebral (AVC), Trauma Crânio-Encefálico (TCE), Síndrome de Down, Parkinson, Autismo ou quadros de Psicose, Déficit de atenção, Stress, Fobia, Poliomielites, Deficiências sensoriais, Distúrbios de aprendizagem, Hiperatividade e Timidez são alguns exemplos para a indicação de Equoterapia.

Outros exemplos:

  • Comprometimentos sociais (Distúrbios de comportamento, autismo, esquizofrenia, psicoses; comprometimentos emocionais)
  • Amputados
  • Síndromes Genéticas
  • Atraso do Desenvolvimento Neuro-Psico-Motor (DNPM)
  • Síndrome de Rett
  • Síndrome de West
  • Atrasos maturativos
  • Formas psiquiátricas de psicoses infantis
  • Instabilidade atlanto-axial
  • Luxação de quadril
  • Doenças cardíacas e respiratórias graves
  • Escolioses estruturais acima de 30º
  • Feridas abertas

Contra-indicações relativas:

  • Falta de cooperação por parte do praticante
  • Convulsões não controladas
  • Alergias não controladas ou a pêlos de animais

Objetivos:

A Equoterapia se destina a todos os interessados nesse assunto, destacando a ação da equitação como elemento regenerador da saúde, bem-estar e divertimento; bem como na parte social e maior integração com a família através de profissionais capacitados, para que possamos cada vez mais agregar conhecimentos nas especializações de uma maneira humana e prazerosa, onde nosso compromisso é podermos ajudar e mediar cada pessoa na sua necessidade, obtendo assim excelentes resultados e conquistas.

Por que é tão eficaz?

O movimento do cavalo é tridimensional, ou seja, vertical, horizontal e longitudinal (segundo o médico alemão Samuel Theodoro Quelmaz). Ao se deslocar ao passo, o cavalo realiza um movimento em seu dorso que se assemelha à marcha humana em mais de 95%.

Esta semelhança fornece impulsos para o cérebro fazendo assim aprender, reaprender ou corrigir o modo de andar. Além da marcha, o biorritmo do cavalo também se assemelha muito ao do ser humano e seu movimento com ritmo e balanço.

O Tratamento Atráves dos Cavalos

A pratica em questão trata-se de uma terapia com o auxilio do cavalo, reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina, através de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação.
Elizabeth, equoterapeuta, explica o porque a utilização do cavalo nesse tipo de tratamento.
Segundo Elizabeth, coordenadora responsável no Centro de Equoterapia Texas Ranch, “os excelentes resultados da equoterapia também estão relacionados à vinculação afetiva do paciente com o animal.”
Além da montaria, proporcionamos aos nossos praticantes atividade psicomotora relacionadas ainda ao cavalo, como a alimentação, os cuidados básicos na limpeza, encilhamento e manuseio com o cavalo.
“Atividades estas que desenvolvem nossos meios de comunicação, socialização, autoconfiança e principalmente a auto-estima”.

Programas da equoterapia

HIPOTERAPIA: Programa de reabilitação voltado para as pessoas portadoras de deficiência física e/ou mental. O praticante não tem condições de permanecer sozinho sobre o cavalo.

REEDUCAÇÃO: Programa de reabilitação e educação. O Praticante tem certo domínio sobre o cavalo e consegue se segurar com o auxílio da rédea. O terapêuta acompanha lateralmente.

PRÉ-ESPORTIVO: Programa de reabilitação e educação. O Praticante tem boas condilções para conduzir o cavalo sozinho. Consegue trotar distante do instrutor e pode fazer exercícios hípicos

ESPORTIVA: Programa de reabilitação e educação. O Praticante pode participar de competições hípicas.
Indicação: Este método terapêutico é indicado para diversos tipos de problemas, como ortopédicos, neuromusculares, cardiovasculares e respiratórios, dentre outros.
No entanto, é preciso que o possível praticante de equoterapia seja avaliado por médico, que ira indicar ou não a prática desse método terapêutico.

Equoterapia ao alcance de todos